BLEFAROPLASTIA

Cirurgia plástica das pálpebras
A cirurgia estética das pálpebras é conhecida como Blefaroplastia, e foi introduzida pela primeira vez cerca de cinqüenta anos atrás. Nesta cirurgia, é realizada a remoção dos tecidos extras: pele, gordura e músculos ao redor dos olhos para melhorar sua aparência e restabelecer a aparência jovem.
A cirurgia das pálpebras superiores pode ser bilateral ou pode ser associada à cirurgia das pálpebras inferiores. Seguramente, operar as 4 pálpebras (2 superiores e 2 inferiores) ao mesmo tempo, produzirá muito maior edema e hematomas, motivo pelo qual ela deverá ser reservada para casos específicos.
Este tipo de cirurgia é indicada para ambos os sexos. Historicamente, ela é realizada muito mais comumente em mulheres, mas o número de cirurgias em homens vem aumentando consideravelmente.
Durante toda a vida, a pele cresce em nosso corpo, o que a torna exuberante com o envelhecimento. Os problemas estéticos decorrentes do excesso de pele variam de acordo com a genética, a idade, a manutenção de atividades físicas, a quantidade de sol recebida, obesidade, entre outros. Normalmente, a partir dos 30 anos de idade, a quantidade de pele começa a se tornar exuberante em alguns locais do corpo, como nas pálpebras. Alguns anos mais tarde, começa também a se acumular tecido adiposo sob a pele, formando verdadeiras "bolsas de gordura", especialmente no canto interno das pálpebras superiores e nas pálpebras inferiores. Dependendo da quantidade de pele e gordura em excesso, pode ocorrer redução da fenda pálpebral, ou seja, o olho fica com dificuldade para abrir totalmente, o que é conhecido como Ptose Palpebral.
A remoção do excesso de pele e gordura produzem assim uma melhora do funcionamento das pálpebras e um grande benefício estético, um verdadeiro rejuvenescimento facial.

Comentários

Anônimo disse…
Obrigada pelas informações sobre blefaroplastia.

Postagens mais visitadas deste blog

PROPOSTA PARA ATENDIMENTO PSICOTERÁPICO

“TENDÊNCIA ATUALIZANTE” (potencialidade)