Postagens

Mostrando postagens de Outubro 2, 2010

OBESIDADE INFANTIL

Hamburgers, nuggets, fast food, junk food , batatas fritas, enlatados, sorvetes, doces, chocolates…ufa, essa verdadeira orgia calórica cada vez mais faz parte da rotina alimentar de crianças e adolescentes Além disso, vivenciamos a geração do Computador, Orkut , Ipod e controles remotos. Crianças e adolescentes passam praticamente todo seu tempo livre presos à salas de bate-papo virtuais e à programas televisivos, deixando de lado atividades esportivas, tornando-se cada vez mais sedentárias. Fato é que a obesidade infantil tem preocupado médicos, pais e familiares de crianças e adolescentes em todo o mundo. Pode-se dizer que a obesidade infantil tem uma origem multifatorial, onde fatores genéticos, psicossociais, psicológicos, hábitos alimentares e atividade física desempenham papel importante no desencadeamento dessa condição clínica caracterizada por ganho de peso excessivo, comprometimento da saúde física, dificuldades de relacionamento social, prejuízos na prática de atividades esp
Sexualidade na adolescência O desenvolvimento sexual é uma parte normal da adolescência. Mesmo que seja difícil admitir, sexo irá acontecer, sendo fundamental que ocorra uma abertura para a informação e o aprendizado, cercado de muito carinho e proteção. Temos observado que a puberdade está se manifestando cada vez mais precoce. Estudos tem mostrado uma antecipação do início da puberdade em torno de 3 meses a cada década. Entre os principais fatores podemos citar a erotização vinculada à mídia. É fundamental fazer com que o jovem tenha condições de refletir o momento de ter uma relação sexual e se ele se sente realmente preparado para isso, relacionar com maturidade e não com idade. Eles tem se iniciado mais cedo, mas com medos, entre eles, quanto ao desempenho em ter uma “superperformance”, em atingir o orgasmo, em não adquirir uma doença. Nossos adolescentes estão se sentindo imersos em confusão. Ao contrário do que se imagina, nossa juventude busca limites. O “poder tudo” gerou pâ